Processador Mainstream Coffee Lake-S de 8 núcleos da Intel descoberto na natureza?



A screenshot of what seems to be a higher core-count CPU from Intel has been doing the rounds, brought to us by the usual suspects. This supposedly marks the first appearance of Intel's new Coffee Lake-S processors, which should feature increased core-counts - gearing them towards stealing some of AMD's initiative. If you'll remember, the red team regained it in explosive fashion with their first generation Ryzen CPUs - and AMD is looking to double down on with the launch of their updated, 12 nm refresh Ryzen 2000 series just next month.

As novas CPUs devem ser entregues juntamente com uma nova plataforma, a Z390 - no momento, uma miragem mencionada aqui e ali, mas ainda não há evidências concretas de sua existência. No entanto, espera-se que o Z390 como plataforma seja o que o Z370 da Intel deveria ser desde o início - mas nunca poderia. A idéia que está circulando e que tem algum crédito (embora ainda deva ser tomada com uma disposição salgada) é que, devido à necessidade da Intel de apressar a saída de Coffee Lake - para não competir com o Zen- de 8 núcleos da AMD. CPUs baseadas no seu habitual grupo de processadores de 4 núcleos e 8 threads - levaram a empresa a lançar o lançamento do Z370. A idéia do Z370 era simplesmente fornecer, em todos os pontos dos requisitos mínimos, o hardware e os mecanismos de fornecimento de energia corretos para o aumento da energia consumida pelos núcleos adicionais. Mas, como tal, estava ausente de melhorias reais - pode ser interpretado, basicamente, como uma plataforma de chipset Z270 renomeada - e há algo nessa afirmação, definitivamente. Assim, o Z390 será a plataforma planejada originalmente para as CPUs Coffee Lake da Intel, com todos os recursos - por mais justo que seja para os compradores do Z370 da Intel.

Essa introdução serve como um ponto de entrada necessário ao contexto para o título desta história - as próximas CPUs mainstream de 8 núcleos da Intel. A captura de tela em questão mostra uma CPU Intel de 8 núcleos genuína rodando a relógios básicos de 2,2 GHz (lembre-se, isso não é liberado, silício final, portanto está sempre pronto para mudar). Existem alguns erros claros na leitura da identidade da CPU - nada incomum nesse estágio do processo. As leituras de 0 nm e 0 W de potência, embora surpreendentemente interessantes em um cenário de 'e se', ainda não são verdadeiras. A plataforma de teste é reconhecida como UDIMM RVP Coffee Lake S82 da Intel Corporation - cujo esquema de identificação é consistente com as placas de engenharia da Intel. Estamos aqui, como sempre, para esperar e ver como tudo isso se desenrola - tanto em termos de hardware quanto de consumo.
Source: Videocardz