Intel ciente das falhas de CPU antes que o CEO Brian Krzanich planejasse a venda de ações de US $ 24 milhões



The news and details on Intel's most recent chip flaw have been coming in almost faster than news outlets can put them out, and it just seems that the company is going through a phase where news are seldom good. New information has come to light that paint Intel CEO's Brian Krzanich's sale of $24M worth of stocks in November 24th in a negative spotlight, euphemisms be allowed. We (meaning, this editor) previously dismissed the share sale as a pre-planned event that didn't show any kind of shady wrongdoing in the face of news breaking out regarding Intel's VM security flaw. However, it seems as if it pays off to be negative rather than positive in the world at large, and the skeptic in me is saying 'serves you right'.

Aparentemente, a Intel sabia bem antes da existência da vulnerabilidade - fontes atribuem que a notícia foi divulgada à Intel pelo próprio Google, que informou a gigante azul em junho de 2017 sobre a existência de uma falha de segurança no design de seus chips. É compreensível que a empresa queira manter em segredo a existência - e os detalhes - do bug, para permitir o desenvolvimento de uma solução antes que invasores mal-intencionados possam tirar proveito dela.

No entanto, o que não é compreensível é como o CEO da Intel definiu a data da venda de ações para 24 de novembro em outubro - pelo menos quatro meses após a empresa ter descoberto a existência da questão. Agora, alguns detalhes interessantes sobre a venda também fazem sentido - o CEO da Intel, Brian Krzanich, vendeu a quantidade máxima de ações na empresa que pôde, mantendo apenas as 250.000 ações mínimas obrigatórias que acompanham sua posição na Intel. No total, as ações vendidas de Brian Krzanich totalizaram 245.743 ações de sua propriedade e 644.135 ações que ele obteve por exercer suas opções. Portanto, o homem vendeu cerca de 80% de suas ações da Intel, enquanto a empresa (e ele próprio, com certeza) sabia que a falha se tornaria conhecimento público em breve. Não há sequer um vestígio de sombra em toda essa questão, com certeza.
Source: Business Insider