limitações de tamanho da bios rom quase impedem a promessa de compatibilidade com versões anteriores do zen2 da amd - Bios

Limitações de tamanho de ROM do BIOS quase descarrilam a promessa de compatibilidade retroativa Zen2 da AMD

AMD succeeded in delivering on its backwards-compatibility promise for the 3rd generation Ryzen processors on motherboards based on AMD 300-series and 400-series chipsets. This promise was very close to being derailed suggests a community thread on MSI forums. According to MSI representatives active on the forum, the capacity of the SPI flash EEPROM chip that stores the motherboard UEFI firmware is woefully limited to cram in the AGESA ComboAM4 1.0.0.3a microcode on many of its motherboards.

A empresa precisou fazer várias alterações no pacote UEFI BIOS que está sendo distribuído atualmente como um 'beta' para acomodar o suporte aos processadores Ryzen de terceira geração, juntamente com o AGESA ComboAM4 1.0.0.3a. Primeiro, ele teve que retirar o suporte para os processadores da série A e Athlon com base no silício 'Bristol Ridge' de 28 nm. Segundo, ele tinha que (e esse é um grande) chutar o módulo RAID, quebrando o SATA RAID em muitas de suas placas-mãe. Terceiro, ele teve que substituir seu programa de instalação Click BIOS 5, rico em recursos, por um programa Click BIOS barebones 'GSE Lite', que carece de muitos dos recursos do programa original e vem com uma interface de usuário de baixa resolução e sem graça. Este programa ainda inclui alguns recursos essenciais exclusivos do MSI, como o A-XMP (que converte os perfis Intel XMP em configurações compatíveis com a AMD), o Smart Fan e o M-Flash.

A parte assustadora? Muitas outras marcas de placas-mãe parecem estar usando EEPROMs de 16 megabytes em suas placas-mãe soquete AM4 mais antigas. Essas empresas tendem a ter problemas semelhantes de capacidade de ROM, a menos que mantenham seus programas de instalação UEFI leves. As placas-mãe baseadas no mais recente chipset X570 possuem EEPROMs de 32 megabytes. O chipset AMD X570 carece de suporte não apenas para os processadores 'Bristol Ridge', mas também para os processadores Ryzen 'Summit Ridge' e 'Raven Ridge' da primeira geração.

Recomendamos que, a menos que você possua literalmente um processador Ryzen de 3ª geração, não atualize o BIOS da placa-mãe AM4 de soquete mais antiga. Você pode arriscar perder recursos e interromper seus volumes RAID. Descubra a versão mais recente do BIOS que possui o microcódigo AGESA PinnaclePI 1.0.0.6 clássico e use-o.
Source: MSI